Dicas

Sua Clínica de confiança. Sua loja de estimação.

Aqui você encontra informações importantes para o bem estar do seu pet.


mala-gatos
publicado em: MARÇO/2018

Sobre a esterilização permanente de animais (Castração)

Muitas pessoas têm dúvida na hora de optar pela castração ou não de seus animais de estimação, principalmente as fêmeas. Clientes nos questionam se não seria melhor deixá-la procriar ao menos uma vez pois ouviu falar que desta forma se previne o desenvolvimento de tumores mamários e uterinos, além do aspecto humanístico de proporcionar a chance da cadela ser mãe. 
Vamos esclarecer alguns pontos importantes: 
Não existe nenhum trabalho científico que comprove esta teoria de que animais que procriam , não vão desenvolver tumores.os únicos trabalhos relacionados à área, são sobre a diminuição da incidência em mais de 90% de tumores mamários em cadelas castradas antes do primeiro cio , ou seja exatamente o oposto do que se postula. 
Com a castração precoce , o animal nem sabe o que é a reprodução, portanto também eliminaríamos a possibilidade de frustração por não ser mãe. 
Em relação ao ganho de peso após a cirurgia, pode ocorrer , principalmente em animais mais velhos, porém basta controlar as calorias ingeridas e proporcionar exercícios ao animal. 
Uma seqüela pouco freqüente é a incontinência urinária em fêmeas pela falta de estrógeno, porém a incidência é muito baixa (em 15 anos de mundo zoo, tivemos somente 3 casos) 
Com relação aos machos, existe a perda do interesse reprodutivo e comportamento sexual de monta, porém nem sempre se consegue atenuar um caráter dominante, portanto cada caso deve ser avaliado individualmente. 
Portanto, se não há interesse reprodutivo no seu animal de estimação , a castração oferece mais vantagens do que desvantagens. Porém vale ressaltar que cada caso é um caso , e que se trata de um procedimento cirúrgico de conveniência, devendo ser realizado em ambiente adequado e por profissionais qualificados .
 voltar